A Polícia Rodoviária Federal participou de uma ação integrada, entre os dias 17 e 19 de agosto, no município de Guarulhos, a blitz da Lei Seca. Foram fiscalizados 493 veículos, recolhidas 40 CNHs, feitas 101 autuações sendo 58 condutores autuados por embriaguez ao volante e 12 pessoas detidas enquadradas no Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro – Conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, com penas de detenção de seis meses a três anos, mais multa e suspensão da habilitação.

Contou com a participação das instituições públicas: Secretaria de Transportes e Trânsito, Guarda Civil Municipal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária e Polícia Civil.

A primeira educativa foi realizada na noite de sexta-feira (17) , em bares e restaurantes da cidade. Teve como foco a conscientização da população da importância da não associação de álcool e direção. Nesta ação cerca de 300 pessoas foram informadas sobre os índices do município relacionados à mortalidade ocasionada por acidentes de trânsito e, de suas principais causas, dentre as quais a alcoolemia ao volante. Foram utilizados bafômetros passivos e ativos para demonstração do grau de alcoolemia dos clientes no momento da ação, do aumento do risco de envolvimento num acidente de trânsito em situação de embriaguez, e das suas consequências administrativas e penais caso viessem a serem flagrados conduzindo um veículo. Além disso foram distribuídos kits com lixocar e panfletos com a temática da Lei Seca.

Já na noite de sábado (18), iniciou-se a ação fiscalizatória. Composta por 67 policiais, agentes de trânsito e guardas-civis municipais, e 31 viaturas. As ações se distribuíram em diversos pontos da cidade, tanto em avenidas quanto em rodovias que cortam o município.

Como resultados de 4 horas de ações foram fiscalizados 493 veículos, recolhidas 40 CNHs, feitas 101 autuações sendo 58 condutores autuados por embriaguez ao volante e 12 pessoas detidas enquadradas no Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro.

Foram utilizados etilômetros passivos de última geração para triagem nos bloqueios viários e identificação de condutores que ingeriram bebida alcoólica. Este tipo de etilômetro possibilita a realização de até seis testes por minuto, o que gera uma grande celeridade e dinamicidade à ação fiscalizatória. Após a triagem, a confirmação é feita com utilização de etilômetros ativos para certificação dos testes.

Fonte: www.prf.gov.br/agencia

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui