SÓ EM NOVEMBRO: O governo de São Paulo decidiu postergar o aumento das tarifas de pedágio em quatro meses, devido à pandemia do coronavírus. A decisão saiu hoje no Diário Oficial e, com isso, o reajuste deverá entrar em vigor somente em 1º de novembro nas rodovias concedidas. Foto: Aderlei de Souza

De acordo com o Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira (30), suspensão do aumento é de quatro meses

Assim como ocorreu em Minas Gerais, o governo de São Paulo resolveu postergar o reajuste das tarifas de pedágio, previsto para entrar em vigor nesta quarta-feira (1º de julho), conforme prevê os contratos do Programa de Concessão do Estado de São Paulo com as empresas privadas.

A decisão do adiamento em quatro meses foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), nesta terça-feira (30) e considera o Decreto 64.879, de 20-03-2020, que reconhece o estado de calamidade pública, decorrente da pandemia da COVID-19, que atinge o Estado de São Paulo.

O Estradas.com.br entrou em contato com a Artesp, que confirmou a decisão. Com isso, o reajuste deverá ser aplicado somente em 1º de novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui