De acordo com a Ecovias, pavimentação e readequação do traçado serão realizadas no local

Em complemento aos trabalhos de reformulação da Entrada de Santos, a Ecovias realizou um bloqueio do viaduto Alemoa, no sentido Santos, para serviços no pavimento e readequação do fluxo de veículos na alça do elevado.

De acordo com a concessionária, os motoristas que saem do Porto, em direção a Santos, devem adentrar à saída para o sentido São Paulo e seguir até o km 59 da Via Anchieta (SP-150), onde poderá efetuar o retorno e seguir em direção a cidade. A previsão é que o tráfego no viaduto volte a ser liberado na sexta-feira (14).

Ainda de acordo com a Ecovias, na segunda-feira (3) foram iniciados os trabalhos de drenagem e pavimentação e, devido a execução dos trabalhos, a concessionária, em conjunto com o Policiamento Rodoviário e com a aprovação da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), montou um desvio de tráfego na altura do Km 64,5, no sentido Santos.

Segundo a empresa, no trajeto anterior, os veículos passavam à direita do monumento do Peixe.  Com o desvio, os motoristas passam à esquerda da escultura, e os que vão para Santos, vão seguir reto e acessar o viaduto Anchieta. Já os usuários que têm como destino o Porto devem se manter na faixa da direita e, após passar o marco, acessar o desvio para entrar na alça do Alemoa. E aqueles que têm como destino a Avenida Nossa Senhora de Fátima ou a Zona Noroeste, devem seguir até a entrada de Santos e realizar o retorno, próximo ao Cemitério da Filosofia, dentro do trecho urbano.

Balanço

Os trabalhos, que estão sob responsabilidade da Ecovias, já estão 92% concluídos. O terceiro e último viaduto a ser entregue, o Piratininga, localizado na altura do km 62 da via Anchieta, está com 98% de sua estrutura já pronta. Além disso, a ciclovia do km 60 ao km 65 da rodovia, ligando Jardim Casqueiro e Vila dos Pescadores, em Cubatão, à malha cicloviária de Santos, está com 80% de suas obras realizadas.

Para garantir que o ritmo dos trabalhos pudesse ser mantido com segurança durante a pandemia, a Ecovias promoveu mudanças na rotina dos profissionais. Além de distribuir máscaras e álcool gel para todos os trabalhadores, os refeitórios foram remodelados para deixar mesas e cadeiras mais afastadas, os horários das refeições, alterados, e o número de passageiros nos ônibus que levam os trabalhadores foi reduzido. “Fizemos tudo para garantir que as equipes permanecessem dedicadas ao trabalho, mas com toda a segurança necessária”, explica o gerente de Engenharia da concessionária, Sidney Filho.

Além dos viadutos e passarelas, a Ecovias também está concluindo um importante trabalho de macrodrenagem das águas pluviais na região. Juntamente com os serviços que estão sendo realizados pela Prefeitura de Santos, as obras da Ecovias ajudarão a reduzir os alagamentos nos períodos de chuvas intensas.

Entrada de Santos

Com investimentos de R$ 270 milhões (valores não corrigidos), a entrada de Santos está sendo totalmente remodelada entre o km 59 e km 65 da rodovia Anchieta, para que o tráfego de entrada e saída da cidade ocorra apenas pelas pistas centrais, enquanto fluxo do porto se dê pelas pistas laterais. Para isso, a via marginal da Anchieta, que atualmente opera em mão dupla, será adaptada para funcionar apenas no sentido do Litoral, enquanto a SP-148 (Avenida Bandeirantes), sob jurisdição do DER, será adequada para operar apenas na direção da capital.

As obras preveem ainda a implantação de vias locais para facilitar o acesso aos bairros Jardim Piratininga, Jardim São Manoel e São Jorge, uma ciclovia do km 60 ao km 65 da rodovia, ligando Jardim Casqueiro e Vila dos Pescadores, em Cubatão, à malha cicloviária de Santos e a implantação de duas novas passarelas nos km 62+500 e km 64+350, em substituição às existentes nestes locais.

A nova configuração elimina os conflitos viários existentes atualmente, melhora o acesso da via Anchieta aos bairros do entorno e à zona portuária, aumenta a capacidade de tráfego na região e oferece mais segurança viária aos usuários da rodovia. Mais informações no 0800 19 78 78.

Fonte: Assessoria de imprensa da Ecovias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui