O INMETRO disponibiliza um serviço que a maioria dos usuários desconhecem mas que permite identificar se um ônibus de viagem está regular antes de partir. Basta pegar a placa e fazer uma consulta no http://cronotacografo.inmetro.rs.gov.br/certificados/consultar . Caso a informação divulgada seja de que “Nenhum documento encontrado para os dados informados.’, isto significa que o tacógrafo, equipamento que mede a velocidade praticada, distância percorrida e tempo de direção, não foi verificado e não tem o selo do Inmetro. Portanto, não pode circular e poderá ficar retido na estrada causando grandes transtornos aos passageiros.  Para quem não sabe, nos ônibus e caminhões, o que vemos como velocímetro no painel do veículo é na realidade o cronotacógrafo e todas as informações são registradas num disco, chamado disco diagrama (ou digitalmente nos equipamentos mais modernos).

TACÓGRAFO

Além disso, indica que a empresa deve ser negligente também na manutenção, pois a obtenção desse certificado, de aferição do equipamento, custa R$ 149,00. O registro do tacógrafo é fundamental para apurar se o motorista dirige em excesso de velocidade, excesso de jornada e muitas horas sem parar. No caso de acidente, as informações geradas por esta “caixa preta” do transporte rodoviário, são essenciais para apurar a responsabilidade.

Caso você identifique que o veículo está irregular, comunique a fiscalização do órgão responsável pelo transporte de passageiros. No caso das linhas interestaduais e viagens de turismo pelo Brasil é a ANTT- Agência Nacional de Transportes Terrestres. Você pode ligar também para o telefone gratuito: 166. Mais informações sobre o cronotacógrafo, veja ainda em: http://cronotacografo.inmetro.rs.gov.br/files/informacoes_sobre_verificacao_de_cronotacografos.pdf

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui