SEPULTAMENTO: Família de Rondonópolis (MT) é velada na cidade mato-grossense, onde será sepultada nesta sexta-feria (14). Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

De acordo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), caminhão onde a família estava, transportava ureia. O veículo saiu da pista e capotou, no último dia 12, no km 531 da BR-376, entre Ponta Grossa e Curitiba, no Paraná

A família mato-grossense que morreu no último dia 12 num acidente (sinistro) na BR-376, entre Ponta Grossa e Curitiba, no Paraná, será velada nesta sexta-feira (14). Os corpos foram levados de avião do Paraná para Rondonópolis (MT), nessa quinta-feira (13).

O translado foi pago pela empresa onde Dislei Martins Ramos, de 39 anos, trabalhava. O velório será em uma capela funerária e o sepultamento deve ocorrer no Cemitério Santa Cruz.

O sinistro no Paraná

Na madrugada de quarta-feira (12), o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a um sinistro grave no km 531 da BR-376, entre Ponta Grossa e Curitiba, no Paraná, envolvendo um caminhão resultou na morte de cinco pessoas.

Dislei Martins Ramos, de 39 anos, e Geisebel Pereira de Souza, de 33, estavam com as três filhas no caminhão no momento do tombamento. Todos morreram no local. Rebeca Souza Martins tinha 2 anos, Amanda Priscila Souza estava com 9 anos, e Anna Luiza Souza, 12 anos. A família voltava de uma viagem para visitar praias de Santa Catarina.

Tristeza

De acordo com parentes, a família estava no Paraná aproveitando um frete conseguido pelo pai, que seria levado até Santa Catarina. As crianças não costumavam viajar de caminhão com o pai. Desta vez, a viagem foi para aproveitar as férias.

IRONIA: Segundo parentes, a família estava aproveitando um frete conseguido pelo pai, que seria levado até Santa Catarina. As crianças não costumavam viajar de caminhão com o pai. Desta vez, a viagem foi para aproveitar as férias. Foto: Reprodução/Redes Sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui