Tragédia: Uma família morreu num acidente na manhã desta sexta-feira (31), na BR-262 em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande (MS). Entre as vítimas, está um bebê de 1 ano, filho do casal. Foto: Divulgação

De ontem para hoje estatísticas aumentaram quase pela metade

A morte de uma família na BR-262, na madrugada desta sexta-feira (31), aumentou o número de óbitos nas estradas federais, em Mato Grosso do Sul. De ontem para hoje, as estatísticas aumentaram quase pela metade. Uma das vítimas é uma criança de um ano.

Com a volta às aulas na próxima segunda-feira (3/2), muitos estão retornando das férias em janeiro. Apesar de o fluxo de veículos nas estradas sul-mato-grossenses, o número de mortes caiu neste mês, no comparativo com os mesmos períodos dos dois anos anteriores.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram registradas sete mortes em janeiro de 2020, porém, essas três últimas não tinham sido computadas. Com acidente que aconteceu na madrugada de hoje, próxima a Corumbá, o número de óbitos em janeiro de 2020 cresce para dez. Em 2019 foram 13 mortes registradas em janeiro do ano passado. Já em 2018 teve um índice menor do que os dois últimos anos, com três mortes no primeiro mês do ano. Balanço aponta que a maioria das mortes aconteceram por falta de atenção à condução.

Tragédia na madrugada

Um família morreu num acidente na manhã desta sexta-feira (31), na BR-262 em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande (MS). Entre as vítimas, está um bebê de 1 ano, filho do casal.

Morreram no acidente Joilson Quiantarito Gonçalves de 35 anos, sua mulher Gisele Vieira Gonçalves de 24 anos, e o filho João Gabriel Viera Gonçalves. Eles estavam em um veículo Fiesta, quando aconteceu a colisão frontal contra o caminhão, que estava carregado com carvão.

Joilson trabalhava em uma empresa de mineração e estava voltando para casa junto da família, quando no km 730, próximo à área urbana de Corumbá, aconteceu a colisão frontal, que chegou a arrastar o carro. Os dois veículos foram parar em meio a um matagal às margens da rodovia.

As vítimas ficaram presas nas ferragens. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas todos já estavam sem vida. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também foi chamada para o local do acidente.

Além do acidente dessa madrugada, outro caso recente aconteceu no dia 28 de janeiro, próximo a Rio Verde de Mato Grosso (MS), na região norte do Estado. Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas após colisão entre dois veículos. Os veículos seguiam em sentidos opostos e com a batida, o motorista, de 45 anos, de um Uno de cor branca, com placas de Campo Grande, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo da vítima ficou preso às ferragens também.

O outro motorista, envolvido no acidente, também estava dirigindo um veículo da marca Fiat Uno, da cor vermelha. Ele estava com a carretinha acoplada ao carro e ficou gravemente ferido.

A PRF divulgou também que cinco dos acidentes que aconteceram em janeiro, nas estradas do Estado, foram causados por animais na pista.

No mesmo dia que aconteceu o acidente com morte em Rio Verde de Mato Grosso, aproximadamente a 300 quilômetros de distância, em Paraíso das Águas, outra pessoa morreu após capotar uma F-350 ao desviar de uma anta que estava atravessando a pista. A vítima perdeu controle da direção, capotou várias vezes e morreu no local do acidente, BR-060. Ele estava a caminho de uma fazenda na região.

Mais duas vítimas estavam de passageiros no veículo, porém sofreram alguns ferimentos e foram socorridos.

No fim do ano de 2019, em dezembro, especificamente os quatro últimos dias do feriadão de Ano Novo, teve média de uma morte por dia nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. Acidentes mataram quatro pessoas entre os dias 28 e 31 de dezembro de 2019, o dobro das mortes ocorridas no mesmo período do ano passado, segundo balanço parcial da Operação Ano Novo, divulgado pela PRF.

Além do número de mortes terem caído, os acidentes nas estradas de Mato Grosso do Sul também recuaram neste mês. Foram registrados 88 acidentes no primeiro mês do ano de 2020. Em 2019 esse número foi de 101 e em 2018 foram registrados 140 acidentes nas estradas do Estado.

Dos 88 acidentes que aconteceram em janeiro de 2020, oito foram ocasionados por ingestão de álcool, oito devido desobediência às normas de trânsito, sete por defeito mecânico no veículo, seis por desgaste excessivo do pneu, seis por condutor dormindo e cinco devido a pista escorregadia.
As causas do acidente que aconteceu na madrugada de hoje, na BR-262, ainda estão sendo investigadas.
Fonte: O Correio do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui