Manifestação é por reforma agrária

Os manifestantes que bloqueiam a BR-163, na saída para São Paulo, em protesto por reforma agrária estão liberando a rodovia em regime de “pare e siga” a cada 20 minutos. De acordo com Jonas Carlos Conceição, do MPL (Movimento Popular de Luta), ao menos cinco rodovias do Estado estão bloqueadas.

O objetivo, segundo os organizadores, é chamar a atenção das autoridades para acelerar a reforma agrária em todo o Brasil e no Estado. Por causa do bloqueio, passageiros de ônibus de viagem acabaram percorrendo o viaduto à pé para conseguir chegar em Campo Grande.

Conforme o movimento, há pelo menos mais quatro pontos de bloqueio no Estado: BR-060, próximo a Sidrolândia; BR-247, região do distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina; MS-141, em Ponta Porã, no sentido ao município de Antônio João e outro trecho da BR-163, em Naviraí.

Uma das passageiras é Maria Antônia de Oliveira, 45 anos, que seguia com a filha e a neta. Elas percorreram aproximadamente um quilômetro para não precisar esperar a liberação da pista.

O movimento é uma ação nacional da FNL (Frente Nacional de Luta Campo e Cidade) que acontece em 10 estados além de Mato Grosso do Sul.

Fonte: ASCOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui