MEGAOPERAÇÃO: Esquema especial será montado, a partir de 21h desta quarta (29), na BR-135, para o início da carga excedente, que percorre o trecho concedido da Eco135 até quinta (6), às 5h, exceto no fim de semana. A PMRv de MG irá apoiar a megaoperação. Foto: Divulgação/Ilustrativa

De acordo com a concessionária Eco135, cuidados especiais iniciam-se nesta quarta (29) e se estendem até o dia 5 de agosto, das 21h às 5h30, exceto no fim de semana

Uma complexa e rara operação será implantada na Rodovia Guimarães Rosa (BR-135), na região Norte de Minas Gerais, entre esta quarta-feira (29) e a próxima quarta (5/8), para a passagem de uma carga excedente.

De acordo com a concessionária Eco135, responsável pela rodovia, o esquema montado especialmente para o apoio ao tráfego da carreta inicia-se nesta quarta-feira (29), às 21h, e segue até a próxima quarta-feira (5 de agosto), às 5h30, exceto no fim de semana, até chegar ao destino final.

Ainda de acordo com a concessionária, a carreta com a carga excedente circulará numa velocidade média de 40 Km/h e ocupará as duas pistas e o acostamento da BR-135.

Moinho de bolas

Segundo informações da Eco135, a carga consiste em três peças de um tramo de moinho de bolas, equipamento usado na mineração para triturar minério de ferro e outros materiais e serão escoltadas pelas viaturas da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e da concessionária.

De acordo com o coordenador de Tráfego da Eco135, Douglas Alves, a operação será suspensa no final de semana e retomada na segunda-feira (3/8), às 21h, estendendo até a madrugada de quinta-feira (6), sempre no mesmo período. “Há uma previsão de rodar em torno de 150 quilômetros por noite. Ao longo do trecho, estão previstas paradas em pontos estratégicos da rodovia que permitam o recuo do comboio para liberar o tráfego represado”, esclarece.

Apoio da PMRv

Toda a operação será acompanhada pelas equipes da Polícia Militar Rodoviária (11ª e 14ª companhias) e por veículos de apoio da concessionária, além de veículos da empresa responsável pelo transporte da carga. Todo percurso será devidamente sinalizado.

Desvio de 3 mil quilômetros

As peças foram produzidas em Ipatinga (MG), região do Vale do Aço. Os 7,5 metros de largura exigiram que fosse traçada uma rota por rodovias que permitissem a passagem da carga – que já está Montes Claros (MG) – pela BR-135 até a BR-040, seguindo depois para a capital federal e, na sequência, ao destino final, em Alagoas.

O percurso significa um desvio de 3 mil quilômetros e muito planejamento logístico. Nas praças de pedágio, o comboio terá que passar na contramão de direção, exigindo que toda a sinalização (cones e barreiras) seja desmontada.

Recomendações

A concessionária Eco135 recomenda aos usuários que evitem trafegar pelos locais de interdição nesses dias e horários mencionados. Os motoristas poderão obter informações atualizadas sobre as condições de tráfego e a localização da carga por meio do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) no 0800 0135 135, pelo site (eco135.com.br) e pelos perfis da Eco135 no Twitter e Instagram (@_eco135).

Com assessoria de imprensa da Eco135

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui