LIBERAÇÃO: Dniot deve liberar tráfego na nova ponte do Rio Guaíba, ainda este ano. Fotos: Divulgação

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), tráfego diário deve atingir 50 mil veículos

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) pretende liberar ao tráfego, ainda este ano, a nova ponte do Guaíba, em Porto Alegre (RS).

De acordo com o Órgão, quase 90% dos serviços previstos para a travessia já foram realizados. Os colaboradores estão trabalhando atualmente na superestrutura do balanço sucessivo e na drenagem.

Todas as peças pré-moldadas que constituem o empreendimento já foram fabricadas e aguardam para serem lançadas, de acordo com a evolução da obra. Portanto, entre os trabalhos que precisam ser executados está o lançamento destes elementos para concluir o corpo estradal e as ligações com as rodovias BR-116/290 e, posteriormente, os serviços complementares, como pavimentação da obra, sinalização e iluminação.

Proteção aos trabalhadores

O Dnit destaca ainda que a empresa responsável pela construção da nova ponte do Guaíba está sendo orientada a tomar todas as medidas necessárias para evitar a disseminação do coronavírus (COVID-19) entre os trabalhadores da obra. Foram implementadas ações como a redução no número de colaboradores; aumento do intervalo do horário de almoço (para evitar aglomeração de pessoas no refeitório); esclarecimento sobre a COVID-19 para todos os colaboradores; reforço na higienização dos equipamentos de trabalho e veículos; fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e de álcool em gel e, sempre que possível, adoção do home office.

A travessia

A construção de uma nova ponte sobre o Guaíba – com 12,3 quilômetros de extensão – atende um anseio antigo dos gaúchos. Esta segunda travessia vai ampliar a interligação da Região Metropolitana de Porto Alegre com o sul do Estado, proporcionando uma conexão sobre o Delta do Rio Jacuí sem as interrupções que ocorrem diariamente na ponte existente. A expectativa do Dnit é tráfego diário de 50 mil veículos, dando fim aos engarrafamentos na entrada da capital do Rio Grande do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui