TRAGÉDIA: Número de acidentes envolvendo crianças e adolescentes tem crescido no Brasil. De acordo com a Seguradora Líder, responsável pelo Seguro DPVAT, em nove meses de 2019, foram indenizadas 266 crianças e adolescentes por conta de acidentes de trânsito. Na foto, a família de Campinas, que morreu em acidente na BR-050, em MG. Somente o caçula sobreviveu. Foto: Divulgação

De acordo com o Seguro DPVAT, a média de indenizações pagas é de uma por dia

De acordo com o Seguradora Líder, entre janeiro e setembro deste ano, 266 crianças e adolescentes foram indenizados por conta de acidentes de trânsito em Mato Grosso do Sul (MS), totalizando média de uma vítima por dia.

Neste 12 de outubro, que é celebrado o Dia das Crianças, esses dados são uma forma de conscientizar os motoristas e responsáveis sobre os cuidados necessários nesta etapa da vida.

De acordo com dados da Organização Não-Governamental (ONG) Criança Segura, acidentes envolvendo veículos automotores é a principal causa das ocorrências com morte entre crianças e adolescentes, desde seu nascimento até os 14 anos.

Um estudo realizado pela Segurado Líder, responsável pelo Seguro DPVAT no Brasil, mostrou que além das 266 crianças e adolescentes indenizados em função de ocorrências durante o tráfego de veículos, a maioria ficou com algum tipo de sequela permanente após o acidente.

Balanço das indenizações

Ainda de acordo com a Seguradora Líder, em todo o Brasil, foram 9.865 crianças e adolescentes indenizados, uma média de 36 vítimas por dia. A maioria das indenizações pagas às crianças e aos adolescentes foi por invalidez, com 70% das vítimas com sequelas permanentes.

A cobertura de reembolso de despesas médicas e suplementares foi a que registrou o segundo maior número de pagamentos de indenização, e em terceiro lugar, ficaram as indenizações por mortes.

De acordo com o superintende de Operações da Seguradora Líder, Arthur Froes, alguns cuidados básicos e a atenção à legislação são necessários para mudar a realidade constada nos dias de hoje bem como reduzir o número de acidentes e suas consequências.

“Quando o assunto é trânsito, a atenção é fundamental, principalmente quando há menores envolvidos. É importante lembrar que a cadeirinha, o cinto de segurança e o capacete, no caso das motos, são itens obrigatórios”, frisou.

Seguro DPVAT

O Seguro DPVAT é obrigatório e tem caráter social para cobrir despesas aos mais de 210 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (valor de R$ 13.500), invalidez permanente (de R$ 135 a R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e suplementares (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até 3 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui