TRAGÉDIA: Subiu para cinco o total de mortos do acidente (sinistro) entre um ônibus e uma caminhão-tanque na BR-364, em Itapuã do Oeste (RO), no último dia 13. A quinta vítima fatal é um homem, de 65 anos (nome não revelado), que estava internado no Hospital João Paulo II, em Porto Velho, de acordo a Secretaria de Saúde de Buritis (RO). Foto: Divulgação/Rede Social

De acordo com a PRF, região onde ocorreu a colisão frontal não há buracos na pista; quatro corpos foram levados para o IML de Porto Velho; um dos motoristas pode ter dormido ao volante

Um grave acidente (sinistro) na BR-364, em Itapuã do Oeste (RO), a cerca de 100 quilômetros do perímetro urbano de Porto Velho, deixou quatro pessoas mortas e 16 feridas, na manhã de terça-feira (13), após uma colisão frontal entre um ônibus e um caminhão-tanque, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ainda de acordo com a PRF, inicialmente as autoridades haviam informado que três pessoas tinham morrido, mas posteriormente o número foi atualizado para quatro vítimas fatais. Entre os mortos, está o motorista do ônibus, Élcio Ferreira Jordão. Ele era servidor da Prefeitura Municipal de Buritis (RO).

Segundo a PRF, após a colisão, algumas pessoas foram atendidas no local e outros feridos foram transferidos para hospitais de Porto Velho (RO). O caminhão-tanque carregava material inflamável. Já o ônibus transportava 22 pessoas, sendo 13 pacientes de Buritis, que iam para a capital Porto Velho para algum tratamento médico e outros 9 acompanhantes.

Conforme relato da PRF, houve uma explosão após os dois veículos colidirem. Entre os feridos estão duas crianças, sendo um menino de 1ano e outro de 5 anos. Um idoso de 72 anos também foi socorrido com ferimentos até o Hospital João Paulo II.

De acordo com a PRF, o ônibus pertencia a Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de Buritis. Houve uma explosão após a colisão. Um dos homens que estava dentro do ônibus, e viajava a Porto Velho para fazer tratamento auditivo, conseguiu sair do veículo antes da explosão. Testemunhas relatam à PRF que ele tentou tirar a esposa do ônibus, mas ela não resistiu.

Segundo testemunhas que estavam no local, duas crianças estavam dentro do ônibus e foram jogadas para fora antes que o veículo explodisse. Elas foram encaminhadas para o Hospital João Paulo II, em Porto Velho.

Ainda não se sabe como o acidente aconteceu e, de acordo com a PRF, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também estão no local. A BR-364, que liga Rondônia a Mato Grosso, ficou interditada por cerca de 3 horas.

COCHILO AO VOLANTE: De acordo com a PRF, há indícios de que um dos motoristas tenha dormido ao volante.

Vítimas fatais

Três dos quatro corpos carbonizados na explosão entre um ônibus e um caminhão-tanque, na BR-364, foram identificados pelo Instituto Médico Legal (IML) nesta quarta-feira (14).

As vítimas identificadas são: Élcio Ferreira Jordão (motorista do ônibus), Olga Shultz Cruz, acompanhante de um paciente que iria ser atendido no Hospital Santa Marcelina, na capital, e Naate Vieira Gonçalves Fernandes.

IDENTIFICADAS: As duas vítimas identificadas até o momento são: Olga Shultz Cruz, acompanhante de um paciente que iria ser atendido no Hospital Santa Marcelina, na capital; e o motorista do ônibus, Élcio Ferreira Jordão.

Os corpos das outras duas vítimas carbonizadas no acidente serão liberados após a realização do exame de DNA. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) disse que familiares já estão sendo encaminhados de Buritis para porto velho, para que seja coletado material para a realização do exame.

Feridos em Porto Velho

Segundo o Hospital João Paulo II, seis feridos deram entrada na unidade nessa quarta-feira (14). Entre os feridos que seguem internados na unidade estão:

  • Um idoso de 65 anos
  • Uma mulher de 49 anos
  • Uma idosa de 72 anos
  • Um menino de 5 anos

Um outro menino de 1 ano, também ferido na colisão, acabou sendo transferido do Hospital João Paulo II para o Cosme e Damião.

Suporte às famílias

Segundo a prefeitura, o secretário municipal de Saúde, juntamente com o Procurador Geral de Buritis, foram até o local do acidente par prestar socorro aos pacientes.

Na cidade de Buritis foi montado um ponto de apoio e suporte aos familiares das vítimas e feridos.

Após a tragédia, a prefeitura de Buritis decretou luto oficial. “Lamentamos profundamente o ocorrido e nos solidarizamos com a família de todos os envolvidos nesse trágico acidente, a quem desejamos o conforto nesta hora difícil”, disse o prefeito Roni Irmãozinho, em nota.

Com informações do Portal G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui