MANUTENÇÃO: DER de MG realiza serviços de manutenção em diversas rodovias mineiras. Na MGC-259 (foto), acesso a Serro e Diamantina, foi restabelecido o tráfego, entre Sabinópolis e o entroncamento da MG-010, com a implantação de bueiro triplo e recomposição de aterro, na altura do km 378,2. Foto: Divulgação

De acordo com o Órgão, serviços fazem parte do plano de trabalho de 2020

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) concluiu, nos últimos dias, diversos serviços de conservação, manutenção, recuperação e sinalização de rodovias estaduais na região do Alto Jequitinhonha.

De acordo com o DER, na rodovia MGC-259, que dá acesso às cidades de Serro e Diamantina, no Norte do estado, foi restabelecido o tráfego, entre Sabinópolis e o entroncamento da MG-010, com a implantação de bueiro triplo e recomposição de aterro, na altura do km 378,2. O trecho havia sido interditado devido ao abatimento de um bueiro de escoamento de água subterrânea, o que fez o asfalto ceder no período das chuvas.

Ainda de acordo com o DER, outra ação de manutenção concluída foi a recuperação de placas danificadas e a instalação de novos dispositivos de sinalização vertical em toda extensão da rodovia CMG-367 e no trecho entre o entroncamento para o aeroporto do Serro até o distrito de Pedro Lessa, na CMG-259. No total, foram implantadas 264 novas placas, em 300 quilômetros de rodovias, o que vai garantir mais segurança aos usuários.

“Esses serviços estão previstos no nosso plano de trabalho de 2020 e, apesar da crise sanitária provocada pela Covid-19 e das medidas de contingenciamento impostas, estão sendo executados para manter as rodovias em condições satisfatórias de trafegabilidade”, explica o coordenador Regional do DER, em Diamantina, Glaucus Lopes.

Segundo Lopes, outra rodovia da região que também recebeu manutenção foi a MGC-367, entre Diamantina e o entroncamento da MGC-451, próximo a Carbonita, e entre os entroncamentos da MG-214 e da MGC-451. “Nesses segmentos foram realizados tapa-buracos, reforço na sinalização vertical e melhoramentos nos pontos da pista em que a drenagem já não apresentava escoamento suficiente da água, o que vai aumentar a vida útil do pavimento e melhorar a segurança para os motoristas durante o período de chuvas”, explicou.

Já a MGC-367, segundo o coordenador, apresenta uma elevada circulação de veículos pesados, sobretudo em função do cultivo de eucalipto na região. “Isso exige uma atenção especial das nossas equipes de manutenção com o trecho”, explica.

Ao todo, a unidade regional do DER, em Diamantina, faz a manutenção de 535 km de rodovias pavimentadas e de 126 km de vias não asfaltadas na região, além da fiscalização do transporte intermunicipal e de obras de edificações públicas, entre outras atividades na área de Engenharia.

Fonte: DER de Minas Gerais

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui