VAI PEDALAR? DNIT dá dicas aos ciclistas sobre alguns cuidados antes de pedalar. Foto: Divulgação

Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), todos os veículos de maior porte têm responsabilidade pela segurança dos pedestres e dos ciclistas

Com o aumento da quantidade de cidadãos que utilizam as bicicletas nas grandes cidades para ir ao trabalho, à faculdade ou mesmo para atividades de lazer, é preciso lembrar que o tráfego de bicicletas deve seguir algumas regras previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o artigo 29, depois dos pedestres todos os veículos de maior porte – caminhões, ônibus, carros e motos – têm responsabilidade pela segurança dos veículos não motorizados, como as bicicletas.

O CTB também estabelece, no artigo 58, que as bicicletas devem seguir sempre no mesmo sentido da via, nunca pela contramão. Além disso, o ciclista precisa realizar uma série de procedimentos para que possa transitar com sua bicicleta no trânsito urbano e nas rodovias. O artigo 105 lista os equipamentos obrigatórios que devem ser instalados: campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral e espelho retrovisor do lado esquerdo.

Para que o ciclista reduza o risco de acidentes e aproveite ao máximo os benefícios de usar este meio de transporte com responsabilidade, o DNIT listou alguns cuidados que precisam ser tomados antes de pedalar:

  • Mesmo não sendo obrigatório, o uso de equipamentos de proteção como luvas e capacete é recomendado. Principalmente o uso de luvas, que melhoram a aderência durante o uso da bicicleta e aquecem as mãos em dias mais frios;
  • Sinalize com as mãos antes de realizar alguma mudança de sentido ou de via. Isso permite aos motoristas preverem seu deslocamento e evitarem colisões, principalmente em cruzamentos;
  • Obedeça aos sinais de tráfego. Nada de passar um sinal fechado! Pare a bicicleta, desça e espere a abertura do sinal de trânsito ou a travessia dos pedestres na faixa;
  • Cuidado com as grades de respiro e bueiros nas ruas. Muitas vezes o espaçamento entre as barras é grande e pode ocasionar sérias quedas;
  • Evite utilizar fones de ouvido. Usar a audição para os sons do trânsito permite melhorar a atenção em relação ao que acontece a sua volta.
  • Faça revisões periódicas, manutenção das correntes e freios e calibragem adequada dos pneus da bicicleta. Muitos acidentes acontecem quando a bike não está em boas condições para circulação.
  • Bicicleta tem o seu lugar certo. Use as ciclovias da sua cidade ou as vias, nunca a calçada – que é local de movimentação exclusiva de pedestres.

Além de tomar essas atitudes, vale lembrar que a Educação é uma via de mão dupla. Logo, um ciclista educado e consciente colabora para um trânsito mais seguro e gentil. Ter boas maneiras nas ruas e estradas promove um ambiente mais civilizado e com paz entre todos, sejam ciclistas, motoristas ou pedestres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui