RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA: O Dnit definiu os procedimentos para reaproveitamento de material fresado (Reclaimed asphalt pavement - RAP) nas obras de restauração, adequação de capacidade e ampliação em rodovias federais. Fotos; Divulgação

De acordo com o Departamento, medida reduz custos e impactos ambientais causados pelas obras rodoviárias

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) definiu os procedimentos para reaproveitamento de material fresado (Reclaimed asphalt pavement – RAP) nas obras de restauração, adequação de capacidade e ampliação em rodovias federais.

Com a medida, a Autarquia promove a redução dos impactos ambientais causados pelas obras rodoviárias no país, além de baixar os custos destas obras. A Resolução nº 14 foi aprovada esta semana pela diretoria colegiada da Autarquia.

Além da publicação da Resolução nº 14, a Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT (DPP/DNIT), por meio do Instituto de Pesquisas em Transporte – IPR, publicou, esta semana, a versão atualizada da NORMA DNIT 033/2021 – ES Pavimentos flexíveis – Concreto asfáltico reciclado em usina a quente – Especificação de serviço, que estabelece a sistemática a ser empregada na execução de camada do pavimento por meio da produção de mistura asfáltica reciclada em usina a quente, utilizando material de pavimento asfáltico fresado ou removido do pavimento – RAP. Esta atualização incorporou, à versão de 2005, os procedimentos mais recentes para a gestão do material fresado.

reaproveitamento material 1.jpeg

A utilização sustentável de materiais em todas as áreas da engenharia vem sendo implementada de forma crescente, especialmente em função de aspectos relacionados a questões ambientais e econômicas. Na área rodoviária, pode-se destacar a reciclagem de pavimentos, que nas últimas décadas tem se mostrado uma técnica promissora em nível mundial, utilizando materiais nobres, outrora descartados.

A reciclagem de pavimentos asfálticos visa a substituição de uma porcentagem de materiais virgens da mistura asfáltica ou em outras camadas do pavimento, mediante a incorporação de materiais extraídos de pavimentos antigos. Considerando o tamanho da malha rodoviária do país, percebe-se o elevado potencial de revestimento do pavimento asfáltico (RAP) que pode ser gerado anualmente. O RAP é um produto oriundo dos serviços de fresagem, serviço que é executado durante a recuperação e/ou rejuvenescimento de pavimento e pode conter, além do revestimento asfáltico, parte da camada de base da estrutura do pavimento. 

reaproveitamento material 3.jpeg

Fonte: Ascom do DNIT

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui