As primeiras 400 fotos da galeria de fotos da imprensa do site do ministério são do ministro

Nós já elogiamos várias vezes o trabalho realizado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Até mesmo parte da imprensa que costuma ser menos simpática ao Governo reconhece sua competência.

Mas está na hora de baixar a bola da vaidade. Entramos no site do Ministério da Infraestrutura, na seção de imprensa, para buscar duplicação importante na BR-116 no Rio Grande do Sul. Entramos em Galeria de Fotos e ficamos surpresos que as 400 primeiras fotos são do ministro Tarcísio em diferentes situações. Nenhuma de estrada.

Quem não acredita pode entrar no site do ministério e clicar em Sala de Imprensa e depois galerias. Dá a impressão que é Ministério do Tarcísio e não do Brasil. Esperamos que o ministro não pretenda entrar no livro de recordes com tantas fotos suas. Está na hora da assessoria focar mais no trabalho e menos no ministro. Veja neste atalho https://www.flickr.com/photos/129991372@N08/page1

Entramos ainda nos sites do ministério da agricultura e economia. Também não há registro de culto da personalidade apesar do bom trabalho realizado pela ministra Tereza Cristina e do ministro Paulo Guedes. O mesmo no site do ministério da Justiça, comandado pelo homem mais popular do país: Sérgio Moro. Portanto, apesar dos méritos do ministro Tarcísio de Freitas, neste particular ele saiu da pista e capotou.

Ministério reconhece exagero

Nesta quinta-feira (19), o Ministério da Infraestrutura, por meio do assessor-chefe de Comunicação, entrou em contato com o Estradas.com.br para esclarecer que a matéria publicada pelo Portal, em 14 de março – que aborda o número excessivo de fotos do ministro Tarcísio de Freitas no site oficial do Ministério – foi positiva e provocou uma reflexão sobre tal fato.

De acordo com o assessor, o site irá, a partir de agora, priorizar as publicações que tenham como foco as ações do Ministério da Infraestrutura.

(*) Matéria atualizada às 13h30 de 19/3/20

3 COMENTÁRIOS

  1. Vou lhes fazer três perguntas:

    Qual o embasamento para avaliação da competência do ministro?

    Os cara está cometendo algum ato ilícito?

    Vocês não têm nada mais importante para críticar ou fazer uma matéria do ver se o cara tem foto na estrada ou não?

    Na minha opinião os feitos do cara já são o bastante.

    • Prezado Fernando,

      Agradecemos pela mensagem. Informamos que o embasamento ao qual o senhor se refere é do próprio site do Ministério da Infraestrutura – conforme consta na matéria.

      Importante enfatizar que essa matéria foi motivo de reflexão do próprio ministério da Infraestrutura, que manteve contato com a reportagem do Estradas.com.br para agradecer pela observação.

      Pedimos a gentileza de o senhor observar novamente a matéria, pois foi atualizada com a declaração do Ministério da Infraestrutura.

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui