NOVIDADE: A ANTT migrou oficialmente ao Portal Gov.br, desde a última sexta-feira (25). O no vo sítio irá facilitar a vida dos usuários. Foto: Divulgação

De acordo com a Agência, objetivo é unificar e padronizar todos os portais do Governo Federal para facilitar a vida do usuário

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) migrou para a plataforma Gov.br, na última sexta-feira (25), atendendo ao decreto de unificação de canais digitais do Poder Executivo Federal (9.756/2019). Desde 13/7/2020, o portal já está com novo visual, agora repaginado e padronizado, bem como, novo conteúdo e nova interface.

De acordo com a ANTT, no que diz respeito ao conteúdo, o objetivo foi fazer um minucioso levantamento de estatísticas de acesso para eleger e revisar as informações que seriam apresentadas na página para os seus usuários. Além disso, houve uma revisão e organização daquilo que é solicitado via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Ainda de acordo com a Agência, já no que se refere à interface, foi adotado o novo padrão visual do Governo Digital, atualmente já usado em outras instituições federais, que oferece um padrão de interface para concepção e apresentação das informações. Agora é mais limpo e focado no serviço que a entidade deseja apresentar ao seu público-alvo.

Segundo a Agência, o resultado proporciona um portal mais intuitivo, com um aperfeiçoamento na arquitetura de informação, no leiaute e nas funcionalidades, que vão auxiliar na navegabilidade e ampliar a usabilidade para os usuários. Todo o conteúdo é responsivo, ou seja, é possível acessá-lo de qualquer dispositivo móvel.

O que é o Gov.br?

Trata-se de um projeto de unificação dos canais digitais do governo federal. Até dezembro de 2020, os sítios eletrônicos da Administração Federal estarão integrados, tornando o portal Gov.Br a entrada única para as páginas institucionais, oferecendo ao cidadão um canal direto e rápido com os órgãos públicos federais.

Com a centralização de cerca de 1.600 sites do Governo Federal, o portal vai gerar uma economia estimada de R$ 100 milhões ao ano, com custos de manutenção e desenvolvimento.

Fonte: Assessoria de imprensa da ANTT

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui