O número de mortos no acidente ocorrido na rodovia Mogi-Bertioga na noite desta quarta-feira (8) aumentou para 18. Quinze dos óbitos foram constatados no local, e um outro no Hospital Municipal de Bertioga, segundo o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo. O Hospital Santo Amaro, em Guarujá, confirmou mais dois mortos por volta de 8h por meio de sua Assessoria de Imprensa. Ainda segundo a corporação, outros 31 passageiros ficaram feridos.

Dentre os passageiros atendidos, oito foram encaminhados para o Pronto Socorro de Bertioga, quatro para o PS de Boiçucanga, quatro para a Santa Casa de Mogi das Cruzes e três para o Hospital Santo Amaro, em Guarujá, onde dois pacientes não resistiram aos ferimentos.

Pelo menos 20 viaturas e 67 homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, além de oito ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), atenderam a ocorrência. Grupos de outras cidades também foram acionados para prestar atendimento.

A Polícia Militar Rodoviária liberou o local por volta de 7h. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Guarujá. O ônibus acidentado ficou completamente destruído e será encaminhado para o Pátio de veículos da Piaçaguera.

As vítimas moram em São Sebastião e faziam o trajeto diariamente para estudar em Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo, nas Universidades de Mogi das Cruzes (UMC), Braz Cubas (UBC), e também na ETEC da cidade.

De acordo com informações da Polícia Civil, os corpos serão enviados para os IMLs de Guarujá e Mogi das Cruzes. A unidade de Santos também poderá receber alguns corpos. Em entrevista à rádio CBN, o delegado Fábio Pierry, que conduz as investigações sobre o acidente, informou que, por enquanto, as causas do acidente estão sendo apuradas.

“O trabalho da polícia agora é de investigação sobre o que teria motivado o acidente. Infelizmente, a pessoa por onde partiríamos a investigação, que é o motorista, também faleceu no acidente. Muitos feridos não sabemos para onde foram. Também há relatos de outros óbitos, mas precisamos ainda cruzar as informações para prestar assistência”, comentou.

O ônibus seguia em comboio, com outros três veículos, pelo km 84, na divisa entre os municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga, quando perdeu o controle e invadiu a pista contrária.

Segundo apurou a Reportagem, ele foi se arrastando até cair em uma vaga ao lado da pista e bater contra um imenso rochedo, vindo a capotar e cair em um barranco. O veículo ficou completamente destruído. Pedaços do coletivo e objetos dos estudantes ficaram espalhados pela pista.

O ônibus, que pertence à empresa União do Litoral, é um dos seis que a Prefeitura de São Sebastião disponibiliza para o transporte de moradores da cidade a universidades de Mogi das Cruzes.

Conforme informações da Prefeitura, ele transportava estudantes que moravam entre os bairros Barra do Sahy e Boraceia.

Fonte: Tribuna de Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui