O BNDES aprovou empréstimos provisórios, no valor total de R$ 1,408 bilhão, para a rodovia BR-163, no Mato Grosso do Sul, e para o sistema rodoviário composto pela BR-163 e pela BR-070, ambas no trecho do Mato Grosso.

As rodovias foram leiloadas no ano passado e concedidas à iniciativa privada. Os trechos fazem parte do Programa de Investimento em Logística, do governo federal.

O maior empréstimo-ponte (financiamento temporário, em geral, com juros maiores, até que um contrato definitivo seja firmado) será para a Concessionária Rota do Oeste S.A., subsidiária da Odebrecht. O valor será de R$ 762 milhões, a serem aplicados nas BR-163 e BR-070, em Mato Grosso.

Já a Concessionária Rodovia Sul-Matogrossense, subsidiária da CCR, receberá R$ 646,6 milhões para a BR-163 MS.Os recursos são para investimentos previstos para 2014 e 2015, enquanto o financiamento de longo prazo não está fechado.

O sistema rodoviário composto pelas duas rodovias no Mato Grosso tem 850,9 km, localizado entre os municípios de Itiquira (MT), na fronteira com Mato Grosso do Sul, e Sinop (MT), receberá obras de duplicação, construção e implantação de praças de pedágio, mobilização e construção de canteiros de obras, projetos e sistema de operação.

Já no trecho sob concessão da CCR (de 847,20 km, desde a divisa com Mato Grosso até a divisa com o Paraná), os recursos serão usados para a recuperação da rodovia, construção e implantação de edificações, infraestrutura de obras civis na implantação de equipamentos e sistemas, além da duplicação de trechos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui