VAI CONTINUAR: Concer obtém na Justiça Federal duas liminares para continuar na administração e na cobrança de pedágio na Rio-Juiz de Fora (BR-040). Foto: Divulgação

Usuários do trecho entre RJ e Juiz de Fora (MG) ficarão sem pagar tarifa até o novo leilão da rodovia

Os usuário da BR-040, entre Rio de Janeiro e Juiz de Fora (MG) ficarão sem pagar a tarifa de pedágio a partir de fevereiro de 2021, por conta do encerramento do contrato de concessão com a empresa Concer.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura (MInfra), a futura licitação será do trecho Rio-Belo Horizonte (MG), e nova concessionária deverá assumir a rodovia somente em meados de 2022.

Ainda de acordo com o MInfra, no mesmo mês – fevereiro – também será finalizada a concessão da Via Dutra (BR-116), entre Rio e São Paulo, atualmente sob a administração da NovaDutra, mas o contrato será estendido até que uma nova empresa assuma a concessão.

Segundo o MInfra, a nova licitação da Via Dutra incluirá também o trecho da BR-101 entre o Rio e Ubatuba (SP). A vencedora terá que completar a duplicação da estrada entre a capital fluminense e Angra dos Reis (RJ).

Ainda de acordo com o MInfra, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) administrará a Rio-Juiz de Fora até que a nova concessionária assuma a rodovia.

Segundo o MInfra, o trecho da BR-040 até Belo Horizonte será mais atrativo para atrair novas empresas numa futura concessão, o que permitirá uma redução no valor da tarifa, que, atualmente, é de R$ 11,60 em cada uma das três praças.

Há a possibilidade, segundo o MInfra, de vir a ser concluído as obras do túnel de quase cinco quilômetros – paralisadas há quatro anos – que fazem parte da construção de uma nova pista de 15 quilômetros no trecho entre Rio e Petrópolis.

De acordo com o MInfra, a nova licitação da Via Dutra prevê investimentos de mais de R$ 30 bilhões em obras como a construção de uma nova descida da Serra das Araras, no estado do Rio, iluminação de led ao longo de toda a rodovia e um caminho para romeiros nas proximidades de Aparecida do Norte (SP). A subida e a descida da Serra das Araras terão quatro pistas e que o pedágio será reduzido em até 35%. Todas as obras, ainda segundo ele, ocorrerão entre o terceiro e o novo ano da futura concessão.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui