O seu like pode estimular os criminosos do trânsito

Várias entidades unidas, inclusive de vítimas de trânsito e seus familiares, participam de campanha da Fenaprf- Nacional dos Policiais Rodoviários Federais cujo foco é mostrar que condutores que colocam em risco a vida de usuários nas rodovias e cidades e depois postam na internet precisam ser denunciados.

Portanto, não dê like pois pode estimular esses crimes de trânsito e contribuir para acidentes e morte. Não dê like mas denuncie no Youtube, Facebook, Instagram e qualquer plataforma. É sempre simples e anônimo. Ainda mais importante durante o Maio Amarelo, mês da segurança viária.

A campanha surge em função do condutores irresponsáveis que utilizam as rodovias e ruas como pista de corrida. Depois postam nas suas mídias, principalmente Youtube, e são remunerados com a receita da publicidade que o Google viabiliza nesses espaços. Alguns chegam a faturar mais de R$ 70 mil por mês, fora outras receitas.

Esse tipo de abuso vem aumentando e para combater foi apresentado o PL-130-2020 da Deputada Federal Christiane Yared. O objetivo é usar as imagens geradas pelos criminosos do trânsito para aplicar a lei, suspender a CNH e multar. Além disso, responsabilizar também as plataformas, ou seja, os canais que são utilizados para veicular os crimes, como Youtube e similares e ainda os remuneram.

Vejam alguns casos no vídeo a seguir e entenda a revolta das vítimas, familiares e agentes de trânsito.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Apenas contar com a boa vontade das plataformas de redes sociais não é o bastante, é preciso que haja uma equipe disposta a receber as denuncias e investigar a fundo, do que adianta denunciar um vídeo ou uma conta, se em minutos as mesmas pessoas criam outra ainda com mais conteúdos que só representam desserviço á sociedade. Infelizmente, não há punição de fato, são raros os casos e quando ocorrem as punições são tão brandas que parecem piada. Se houver de fato alguma plataforma, serviço ou unidade competente para uma denuncia efetiva, por gentileza, me avisem.

    • Prezada Estefânia,

      Agradecemos pelo contato. Quanto à boa vontade que a senhora menciona, saiba que várias entidades de proteção às vítimas de acidentes de trânsito, entre elas o SOS Estradas, têm se empenhado em promover ações de combate a esse tipo de crime. Além disso, há uma discussão na Câmara dos Deputados por conta do Projeto de Lei, da deputada Christiane Yared, que prevê punições mais rigorosas para esses motoristas. As autoridades também, na medida do possível, estão se empenhando para coibir esses abusos nas vias públicas.

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui