MAIS CAROS: As cinco praças de pedágio da Ecosul ficam mais caras à 0h deste sábado (11). Foto: Divulgação/Ecosul

De acordo com a Deliberação da ANTT, novos valores entram em vigor à zero hora. Caminhões com 7 eixos ou mais têm tarifas maiores; motocicletas não pagam pedágio

As tarifas de pedágio da concessionária Ecosul sofrem reajuste a partir de zero hora deste sábado (11). Os valores das cinco praças operadas pela empresa, sendo três na BR-116 e duas na BR-392, no sul do Rio Grande do Sul, passam de R$ 12,30 para R$ 12,40 (veículos de passeio), conforme Deliberação 315/20 da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta quinta-feira (9). As motocicletas são isentas do pagamento.

De acordo com a Agência, os valores das tarifas de pedágio foram atualizados, aplicando-se a variação ponderada dos índices relativos aos principais componentes de custos considerados na formação dos valores das Tarifas Básicas de Pedágio (TBP), nas praças de pedágio do Polo de Concessão Rodoviária Pelotas (RS) em 3,32% na forma prevista no 5º Termo Aditivo ao contrato Nº 013/00-MT (PJ/CD/215/98).

Tarifa extra para 7 eixos ou mais

O Estradas.com.br entrou em contato com a ANTT e a Ecosul para saber o motivo da cobrança excedente para caminhões com 7 eixos ou mais.

A ANTT, por meio de sua assessoria de imprensa, enviou a seguinte resposta:

A cobrança de tarifa para veículos com mais de 6 eixos, está disposta na subcláusula 6.2.7 do contrato de concessão, disposta a seguir:

Pelo exposto, a tarifa para um veículo de 7 eixos é a tarifa de pedágio equivalente à categoria 6, atualmente no valor de R$ 74,00, acrescida do valor da tarifa dos veículos da categoria 2, atualmente no valor de R$ 24,70, multiplicada por 1.

Assim, até o dia 10/07/2020, o valor que deve ser cobrado para um veículo comercial de 7 eixos é de R$ 98,70.

A partir de 11/07/2020,  conforme a Deliberação ANTT nº 315, de 07/07/2020, publicada hoje no DOU, considerando que o valor da categoria 6, passou para de R$ 74,60, e o valor da categoria 2 para  R$ 24,90, o valor que deve ser cobrado para um veículo comercial de 7 eixos é de R$ 99,50, conforme previsto no contrato de concessão”.

A Ecosul, também por meio de seu setor de imprensa, emitiu a resposta abaixo:

O contrato da Ecosul possui a particularidade, vide Cláusula 6.2.7, que prevê a cobrança diferenciada para os veículos com mais de 6 (seis) eixos, conforme destacado abaixo:

Dessa forma, conforme previsto na Cláusula 6.2.7 acima, para os veículos com mais de 6 eixos, temos:

  • 7 eixos:R$ 24,90 (Cat 2) + 1 x R$ 74,60 (Cat 8) = R$ 99,50
  • 8 eixos:R$ 24,90 (Cat 2) + 2 x R$ 74,60 (Cat 8) = R$ 124,40
  • 9 eixos:R$ 24,90 (Cat 2) + 3 x R$ 74,60 (Cat 8) = R$ 149,30
  • 10 eixos:R$ 24,90 (Cat 2) + 4 x R$ 74,60 (Cat 8) = R$ 174,20

Veja como ficam as novas tarifas de pedágio

Praças de Retiro (P1), Capão Seco (P2), Glória (P3), Pavão (P4) e Cristal (P5):

Tipo de Veículo

Número de Eixos

Rodagem

Valores a serem Praticados (R$)

1

Automóvel, caminhonete e furgão

2

Simples

12,40

2

Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão

2

Dupla

24,90

3

Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus

3

Dupla

37,30

4

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque

4

Dupla

49,70

5

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque

5

Dupla

62,20

6

Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque

6

Dupla

74,60

7

Automóvel e caminhonete com semi-reboque

3

Simples

18,60

8

Automóvel e caminhonete com reboque

4

Simples

24,90

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui