VIAGEM SEGURA: Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiro), faz alerta às pessoas que pretendem ir a Montevidéu assistir ao jogo da final da Libertadores, neste sábado (27). Todo cuidado é necessário para uma viagem sem preocupações e segura. Foto: Aderlei de Souza/Ilustrativa

De acordo com a Entidade, torcedores brasileiros, que vão assistir à final da Libertadores, devem procurar por empresas regulares do setor rodoviário para a viagem

A final da Libertadores neste sábado (27), às 17h, envolvendo Palmeiras e Flamengo, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, deve atrair milhares de torcedores brasileiros. Com passagens aéreas muito caras, a saída para vários torcedores é a viagem de ônibus. Mas quais os cuidados fundamentais para o torcedor garantir uma viagem segura e sem preocupações?

De acordo com a Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiro), nas viagens para o Uruguai, assim como em qualquer viagem internacional, os viajantes devem ter em conta precauções básicas para entrar no país, ou retornar ao Brasil, sem preocupações, tais como: apresentação de comprovante de esquema de vacinação completo, PCR negativo realizado nas 72h prévias ao horário do embarque; seguro saúde com cobertura para Covid-19; declaração juramentada online previamente preenchida; embarque somente com passaporte ou carteira de identidade emitida no máximo há 10 anos.

Cuidados

Vale destacar que é importante a checagem dessas informações com antecedência, por isso é essencial que o passageiro se apresente no local de embarque 2 horas antes do horário da viagem para checagem de todas as documentações necessárias.

Além dessas regras, a Abrati enfatiza que os torcedores devem procurar por empresas regulares do setor rodoviário para fazer a viagem com tranquilidade. Exija que o ônibus esteja regulamentado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Ainda de acordo cm a Abrati dê preferência à compra de bilhetes online. Leve seu próprio lanche para evitar comer no caminho. Observe se nos ônibus há dispensers de álcool em gel e se os colaboradores usam máscara. “As empresas regulares estão atentas a todos os detalhes da portaria existente na fronteira entre Brasil e Uruguai, e assim podem garantir ao torcedor o ingresso e a saída do país com total segurança e conforto”, destaca Letícia Pineschi, porta-voz da Abrati.

Fonte: Ascom da ABrati

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui