CÃO FAREJADOR: Com o auxílio de um cão farejador, a PRF da Bahia conseguiu prender um caminhoneiro nessa sexta (28), na BR-116, que transportava mais de três toneladas de maconha escondidas em sacos de farinha. Fotos: Divulgação

Segundo PRF, responsáveis pela droga usaram naftalina para tentar esconder o cheiro do entorpecente, mas o material foi farejado por cão usado em fiscalização, em Feira de Santana

Um caminhoneiro foi preso nessa sexta-feira (28) após ser flagrado transportando mais de três toneladas de maconha, em um trecho da BR-116, em Feira de Santana (BA).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o material estava escondido em sacas de farinha na carroceria do caminhão, e foi localizado com a ajuda de um cão farejador durante uma fiscalização da rodovia.

Ainda de acordo com a PRF, os responsáveis pela droga chegaram a usar naftalina para tentar disfarçar o cheiro da maconha, mas, mesmo assim, o cachorro conseguiu farejar o material.

A PRF informou ainda que o condutor do caminhão revelou que a maconha teria saído do Paraná e seguia para Sergipe.

O condutor, o caminhão e a droga foram encaminhados para a Polícia Federal em Salvador. O caso está sob investigação.

FARINHA: O caminhoneiro saiu do Paraná e entregaria a droga em Sergipe, de acordo com a PRF. Material estava escondido em sacas de farinha na carroceria do caminhão, e foi localizado com a ajuda de um cão farejador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui