TRAGÉDIA: Polícia Civil identificou as 12 pessoas mortas na tragédia da BR-101, na Bahia. Foto: Reprodução/Rede Social

Colisão entre bitrem, ônibus do Rota Transportes e uma van resultou na morte de 12 pessoas, sendo uma criança e uma bebê, além de 22 feridos, seis em estado grave

As 12 vítimas fatais do grave acidente (sinistro) no km 703 da BR-101, no distrito de Mundo Novo, em Eunápolis, sul da Bahia, foram identificadas pela Polícia Civil.

Conforme declarações do delegado que conduz a investigação, dos 12 mortos, 11 estavam no ônibus, entre eles uma bebÊ, de 1 ano, e uma criança, de 10 anos; e a outra era o condutor da van, que pertencia a uma família.

Ainda de acordo com o delegado, outras 22 pessoas ficaram feridas, sendo seis em estado grave. Três delas foram levadas ao Hospital Regional de Eunápolis e as outras ao Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Uma delas tem estado mais delicado, e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

DESTRUIÇÃO: Interior do ônibus foi atingido em cheio com as toras de eucalpito. !2 pessoas morreram, sendo 11 do coletivo. Foto: Repropdução/Redes Sociais

O sinistro

Na noite de quarta-feira (29), uma carreta bitrem, que transportava toras de eucalipto, teve o reboque desprendido da carreta e, na sequência, atingiu o ônibus e a van, que trafegavam no sentido oposto, matando 12 pessoas no local e deixando outras 22 feridas, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a PRF, a ocorrência foi por volta das 20h30, e foi atendida pelas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros e da PRF.

Veja quem são as vítimas fatais:

Douglas Santos Silva, 45 anos, motorista da van

Foto: Divulgação/Rede Social

Douglas, tinha 45 anos, e era o motorista da van. Ele estava acompanhado da esposa, que sobreviveu ao acidente. Ele era morador de Porto Seguro (BA).

Leandro Assunção Oliveira, 40 anos, motorista do ônibus

Foto: Divulgação/Rede Social

Oliveira tinha 40 anos e conduzia o ônibus. Ele morava em Camacã (BA). Não há informação sobre o estado civil.

Carlos Alberto Matheus Alves, 63 anos, médico em Itabuna (BA)

Foto: Divulgação/Rede Social

Carlos Alberto tinha 63 anos e estava no ônibus. Ele era médico pediatra e trabalhou mais de 13 anos para a Prefeitura de Itabuna (BA). Era solteiro e não tinha filhos.

Safira dos Santos do Nascimento, 10 anos

Foto: Divulgação/Rede Social

A estudante Safira do Nascimento, de 10 anos, estava acompanhada da mãe, Ana Aline, e da irmã Samiry. Junto com a família, morava em Ibicaraí (BA).

Samiry dos Santos do Nascimento, 1 ano

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

A bebê Samiry do Nascimento, de apenas 1 ano, estava com a mãe, Ana Aline, e com a irmã Safira, que também morreram.

Ana Alice dos Santos, 25 anos, mãe das crianças

Foto: Divulgação/Rede Social

Ana Alice, de 25 anos, era passageira do ônibus e mãe de Safira e Samiry. Ela era dona de casa e casada. A família morava em Ibicaraí.

Maria das Dores da Silva, 66 anos

Foto: Divulgação/Rede Social

A professora Maria das Dores, de 66 anos, também viajava no ônibus. Ela morava e lecionava em Eunápolis, onde morava com a família.

Raimunda de Souza Céu, 73 anos

Foto: Divulgação/Rede Social

Assim como Maria das Dores, Raimunda Céu, de 73 anos, era passageira do ônibus e professora em Eunápolis, onde morava com a família.

Célia Barbosa da Silva, 63 anos

Foto: Divulgação/Rede Social

Célia da Silva tinha 63 anos e viajava no coletivo. Atuava como funcionária pública e morava no bairro de Santa Lúcia, em Eunápolis.

Luciene Alves dos Santos, 39 anos

Foto: Divulgação/Rede Social

Luciene dos Santos, de 39 anos, também era passageira do ônibus atingido. Trabalhava como camareira, era casada e tinha duas filhas. Ela morava em Porto Seguro (BA).

Fátima Maria Gomes Lima, 65 anos

Foto: Arquivo Pessoal

Fátima Lima, de 65 anos, estava no coletivo, e era pernambucana, natural do Recife. Não há informações sobre o estado civil dela nem se tinha filhos.

Maria do Carmo de Araújo Jatobá, 65 anos

Foto: Divulgação/Pauta.Blog

Maria do Carmo, de 65 anos, estava no coletivo. Ela era tia do vice-prefeito de Itapé, André Jatobá (foto). Ela era servidora municipal e desempenhava a função de coordenadora de Educação em Itapé.

Com informações do portal G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui