MILITAR BÊBADO: Um militar da reserva foi condenado nesta terça-feira (4) pela juíza juíza Mayra Júlia Teixeira Brandão, da 5ª Vara Criminal de Macapá, por matado um casal na AP-010, em 2018. Foto: Divulgação

De acordo com a sentença, homem dirigia alcoolizado quando colidiu com uma moto na Rodovia Duca Serra, em Macapá (AP); pena é de 10 anos e 6 meses em regime fechado

O militar da reserva Toni de Jesus Oliveira, de 53 anos, foi condenado a 10 anos e 6 meses em regime fechado pela morte do casal José Wagner Costa e Odileia de Souza, após acidente na Rodovia Duca Serra (AP-010), na Zona Oeste de Macapá (AP), em 23 de dezembro de 2018, onde o réu dirigia uma picape alcoolizado, que colidiu com a moto onde estavam as vítimas.

De acordo com a sentença, além da condenação, Oliveira teve a carteira de habilitação (CNH) suspensa por cinco anos. A decisão foi da juíza Mayra Júlia Teixeira Brandão, da 5ª Vara Criminal de Macapá, nesta terça-feira (4).

Consta no processo que o militar foi preso na época do crime e solto em 2019. Agora, Oliveira seguirá inicialmente em liberdade para caso de “eventual recurso”, diz a juíza.

Segundo a magistrada, não há dúvidas de que o militar teve a capacidade psicomotora alterada pela ingestão de bebida. As vítimas, de 45 anos e 46 anos, morreram no local.

“Diante disso, também não tenha dúvida que o acusado, na ocasião do acidente descrito na exordial estava com sua capacidade psicomotora alterada em razão do consumo de álcool”, diz trecho da decisão.

Caso

O acidente aconteceu por volta das 2h20 de um domingo. Na ocasião, de acordo com a polícia, o militar dirigia uma picape no sentido Santana-Macapá, quando colidiu com a motocicleta do casal, que vinha no sentindo contrário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui