O delegado da Polícia Civil, Nilson Farias, recebeu o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que aponta o motorista Douglas Fabrício da Silva, 36, como o responsável pelo acidente que matou o casal Lucas Buffon, 29, e Poliana de Lara Martins Pinto, 24, e a filha deles, Maria Eliza, de 4 anos, na BR-163, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá).

No laudo de 25 páginas consta que a carreta Volvo FH 460 bordô, com placa de Cubatão (SP), invadiu a pista contrária e atingiu o Ford KA cinza, com placa de Guaraniaçu (PR), que tentou desviar jogando o carro para o acostamento.

No dia do acidente, Douglas Fabrício foi preso em flagrante pelo crime de trânsito, mas depois acabou liberado durante audiência de custódia ao pagar fiança de um salário mínimo (R$ 937). Agora, o delegado responspável pelo caso, vai pedir a prisão preventiva de Douglas.

De acordo com teste do etilômetro realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele estava embriagado. O resultado do exame apontou 0,61 miligramas de álcool por litro de ar expelido, quantidade acima do limite que é considerado crime, que é de 0,34 miligramas.

De acordo com o delegado Nilson Farias, uma fiança no valor de 100 salários mínimos (correspondente a R$ 95,4 mil) foi arbitrada.

No entanto, em audiência de custódia o juiz diminuiu o valor para um salário mínimo, tendo em vista que o motorista recebe R$ 2,5 mil mensalmente. Assim, o acusado foi liberado para responder ao processo em liberdade. Atualmente, Douglas está no estado de São Paulo, onde mora.

Com o laudo em mãos o delegado irá juntar ao inquérito que deve ser concluído na próxima semana e ser entregue ao Ministério Público. Ao Gazeta Digital, explicou que vai vai indiciar Douglas Fabrício da Silva por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “O inquérito vai ser concluído e vamos pedir a prisão preventiva dele”, afirma o delegado.

O acidente

O acidente aconteceu na tarde do dia 27 de março, por volta das 13h, no Km 783 da BR-163. Conforme informações da concessionária responsável pelo trecho, o veículo de passeio seguia sentido norte e colidiu de frente com a carreta que seguia no sentido contrário. Com o impacto, os dois veículos ficaram sobre a pista.

Quatro pessoas viajavam no Ford Ka, sendo um casal adulto e duas crianças, de 2 meses e 4 anos de idade. Lucas que conduzia o carro morreu no local enquanto Poliana morreu a caminho do Hospital Regional de Sorriso. As crianças também deram entrada no hospital com traumatismo craniano e foram transferidas para a Capital. O condutor da carreta saiu ileso.

Seis dias após o acidente, a menina de 4 anos teve morte cerebral no Pronto-Socorro de Cuiabá, para onde foi transferida com o irmão. O bebê se recuperou e teve alta médica.

Fonte: Gazeta Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui