INDICIADO: O motorista do caminhão envolvido no acidente que resultou na morte do fonoaudiólogo Rodrigo Queiroz das Chagas, na BR-262, em Anastácio, a 134 quilômetros de Campo Grande (MS), foi preso pela Polícia Civil. Ele teria deixado de tentar prestar socorro à vítima, que morreu presa às ferragens na tarde de terça-feira (6). Foto: Divulgação

De acordo com a nota da Polícia Civil, caminhoneiro deixou de prestar socorro imediato à vítima

O motorista do caminhão envolvido no acidente que resultou na morte do fonoaudiólogo Rodrigo Queiroz das Chagas, na , em Anastácio, a 134 quilômetros de Campo Grande (MS), foi preso pela . Ele teria deixado de tentar prestar socorro à vítima, que morreu presa às ferragens na tarde de terça-feira (6).

De acordo com nota divulgada pela , após análise da dinâmica dos fatos, bem como oitivas com testemunhas, foi constatado que ele não se preocupou em prestar socorro imediato e vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Além disso, indícios apontam que ele teria invadido a pista contrária, resultando na colisão. Conforme apurado, a vítima seguia sentido de Anastácio a Campo Grande, atrás de dois caminhões. O suposto autor estava no sentido oposto, quando invadiu a pista  contrária e acertou a lateral dos dois caminhões.

Em seguida, bateu de frente com o automóvel VW UP conduzido por Rodrigo, que morreu no local. Em entrevista no local, o suspeito disse que não se lembrava do acidente e que tinha memória apenas da primeira colisão.

“A  alerta para os motoristas que fazem uso das rodovias que o número de acidentes vem aumentando de maneira exponencial, ceifando muitas vidas, em razão de imprudência e negligência dos motoristas, o que caracteriza crime perante a Legislação vigente”, disse.

Fonte: Portal Midiamax

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui