MENOS FILAS: Governo do Paraná entregou, nessa quinta (10), ao tráfego o novo viaduto Nelson Buffara, na entrada de Paranaguá, onde a BR-277 se divide entre as avenidas Ayrton Senna e Bento Rocha. Foto: Divulgação/ Geraldo Bubniak/AEN

Obra irá desafogar trânsito local e incrementar a movimentação de cargas

O novo viaduto Nelson Buffara, na entrada de Paranaguá, onde a BR-277 se divide entre as avenidas Ayrton Senna e Bento Rocha foi entregue ao tráfego nessa quinta-feira (10), de acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), do Paraná.

Ainda de acordo com o DER, a obra é fundamental para melhorar o trânsito pesado da região e agilizar a movimentação de cargas em direção ao Porto de Paranaguá. O investimento da empresa pública Portos do Paraná foi de R$ 12,7 milhões.

De acordo com o governador Ratinho Junior, Paranaguá é o local onde se movimenta a produção e os negócios gerados no Paraná. “Se a cidade não vai bem, atrapalha o agronegócio e a indústria. De outro lado, se funciona, alavanca toda a produção do Estado”, disse.

Facilidades

De acordo com o DER, o novo viaduto irá facilitar o trânsito e também contribui com a expectativa de crescimento da movimentação de cargas no porto – já são mais de 50 milhões de toneladas por ano e a previsão é ultrapassar as 80 milhões no médio prazo.

A estrutura, disse o governador, faz parte do planejamento de médio e longo prazos para o Litoral. “Ficamos algumas décadas sem planejamento no Litoral. Agora, os Portos do Paraná olham para o mar e para a terra”.

Menos filas

A obra ainda irá contribuir para a redução de filas e congestionamento na BR-277.  Segundo Fernando Furiatti, diretor-presidente do Departamento de Estrada de Rodagem do Paraná (DER-PR), o novo viaduto representa o fim de um problema histórico na entrada de Paranaguá. “Foram 250 acidentes nos últimos anos. Esse viaduto deverá zerar o número de vítimas”, afirmou. O trecho recebe mais de 400 mil caminhões por ano, o que representa cerca de 120 mil toneladas de cargas.

O diretor-presidente dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, complementou que também haverá ganho de eficiência, já no curto prazo. “Eliminamos a ineficiência na chegada e saída dos caminhões. Temos como concorrentes os portos catarinenses e o de Santos, então qualquer real a mais é jogado na matriz logística e perdemos oportunidades”, destacou.

Estrutura

O viaduto tem 906 metros de extensão e inclui uma linha principal de chegada e saída e acessos ao seu entorno. Ele tem 6 metros de altura e mais de 7 metros de largura.

O investimento de R$ 12,7 milhões abrangeu serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem e obras de arte correntes, obra de arte especial, sinalizações vertical e horizontal, sinalização provisória e serviços complementares. As obras começaram em julho de 2018 e foram executadas pelo DER-PR.

O nome do viaduto é uma homenagem ao ex-vereador e ex-deputado estadual Nelson Buffara, que ficou cinco legislaturas consecutivas na Assembleia Legislativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui