CENA ATÍPICA: Queimadas às margens das rodovias administradas pela Renovias começaram antes do período normalmente afetado, que é entre junho e agosto. Segundo a empresa, em março, o aumento dessa ocorrência foi 173% maior que em 2019. Foto: Divulgação

De acordo com a concessionária, cenário é atípico, uma vez que o período de maior incidência é entre junho e agosto

As ocorrências de incêndio, atendidas em toda a extensão da malha viária administrada pela Renovias, cresceram 173% em março deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2019.

De acordo com a concessionária, os levantamentos de abril e maio também apontam crescimento de 110% e 107%, respectivamente, em relação aos números do ano passado, revelando um cenário totalmente atípico para as queimadas, cujo crescimento é acentuado em junho. Em todo o ano passado, os profissionais da empresa atuaram em 491 ocorrências.

Junho a agosto

Ainda de acordo com a Renovias, os meses de junho, julho e agosto são os com maior incidência de focos de incêndio ao longo dos 345,6 quilômetros da malha viária da Renovias. Somente no ano passado, 53% das ocorrências atendidas ficaram concentradas nestes três meses. Com as queimadas, diversos problemas são provocados ao meio ambiente, como a poluição do ar, a diminuição da biodiversidade, dentre outras.

“Esses dados são preocupantes, já que o atendimento crescia a partir de junho na nossa região. A pandemia do novo coronavírus pode ter contribuído com a incidência dessas ocorrências mais cedo, já que em março houve esse grande aumento, o que ocorreu em abril e maio também, período em que muitas pessoas ficaram em casa, durante o isolamento social”, comenta Alexandre Bueno da Silva, coordenador de tráfego da concessionária.

Com 199 casos registrados até maio deste ano, o que representa 40% das ocorrências de 2019, a conclusão que se tem é ainda mais grave, com um grande aumento no número de casos de incêndio. “Estamos entrando na fase mais crítica agora, que é de junho até agosto, então, se as pessoas não se conscientizarem, poderemos ter o pior ano nesse sentido”, revela Alexandre.

Operação Corta-Fogo

Diante do cenário, a concessionária está apoiando a Operação Corta-Fogo, da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), com informações veiculadas nos Painéis de Mensagem Variável (PMVs) instalados em pontos estratégicos da rodovia, como forma de prevenção, para que as pessoas se conscientizem e deixem de atear fogo em locais de vegetação, já que a ação humana é a principal causa de queimadas.

Uma campanha interna com os colaboradores da Renovias também está sendo feita para que possam disseminar as mensagens para suas comunidades. Além do apoio à campanha, a concessionária está reforçando o monitoramento das rodovias e os veículos capazes de atuar em casos de incêndios ficam de sobreaviso.

As viaturas operacionais possuem abafadores e os colaboradores estão treinados para oferecer os primeiros atendimentos para o combate aos focos de incêndios. Em casos de incêndios de grandes proporções, o Corpo de Bombeiros é chamado para apoiar no combate.

Denúncias

Em casos de ocorrências de incêndio às margens das rodovias, os usuários ou os moradores às margens das rodovias podem informar a concessionária e solicitar auxílio por meio do telefone 0800 055 9696.

Se a fumaça invadir a rodovia, os motoristas devem fechar os vidros do carro; trafegar a uma velocidade reduzida, mantendo distância segura do veículo à frente; e, se a fumaça estiver atrapalhando totalmente a visibilidade, é recomendável que pare em um local seguro, como em um posto de serviço ou uma base SAU, por exemplo.

O Sistema de Ajuda ao Usuário (SAU) da Renovias está à disposição dos usuários durante 24h. Para acioná-lo, basta ligar 0800 055 9696 ou usar um dos fones de emergência, implantados a cada quilômetro. Sobre as condições do tráfego, os interessados podem visitar o site da concessionária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui