Motoristas estava drogado e se atirou do veículo em movimento

Um caminhoneiro foi preso após saltar de um caminhão em movimento em barreira montada na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-153, em Goiânia. Segundo os policiais, ele estava sob efeito de anfetamina (rebite) e quase provocou diversos acidentes. O caso aconteceu no último sábado (30).

O homem, que seguia a BR-153, entre Goiânia e Anápolis, foi denunciado à PRF por diversas pessoas, que relataram que ele realizava mudanças repentinas de faixas, forçando os outros veículos a frear ou sair de pista para evitar uma colisão.

Os policiais montaram, então, uma barreira em frente à Unidade Operacional da PRF, em Goiânia, no km 130. Quando deram ordem de parada para o condutor, o motorista não atendeu e jogou o veículo para a faixa de rolamento do retorno e, abruptamente, pulou do caminhão pela porta do passageiro. Ele caiu sobre a pista de rolamento e por pouco não foi atropelado por outros veículos.

Motoristas fogem do exame toxicológico

Pelo menos 850 mil motoristas das categorias C, D e E, não realizaram o exame toxicológico periódico obrigatório previsto pela Lei 14.071/20. Parte deles por falta de informação, devido a limitada divulgação do Senatran, outros simplesmente porque sabem que serão flagrados. O exame detecta o uso regular de drogas nos últimos 90 dias.

Nem mesmo a multa de quase R$ 1.500,00 e a possibilidade de ficarem sem a CNH válida por no mínimo 90 dias tem feito eles comparecerem. Levantamento realizado pelo SOS Estradas indica que quase 3,6 milhões de condutores C, D e E, “desapareceram” do mercado após o início da obrigatoriedade do exame toxicológico em março de 2016, com a Lei 13.103/15.

Fonte: Mais Goiás e PRF de Goiás, com Estradas.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui