REDUÇÃO: PRF do Paraná registra, pelo segundo consecutivo, menos mortes nas estradas do estado. Foto: Divulgação

Rio de Janeiro terá o apoio da Força Nacional para garantir mais segurança à comunidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificará a fiscalização em pontos estratégicos das principais rodovias federais do país. As regionais dos estados de Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Bahia responderam por 40,66% do total de acidentes graves no carnaval do último ano.

Por conta disso e do compromisso firmado pelo governo federal com a segurança no trânsito e a segurança pública com os estados brasileiros, a Força Nacional trabalhará em apoio à PRF durante todo o período carnavalesco no Rio de Janeiro.

A Operação Carnaval 2019 da PRF terá início à zero hora desta sexta-feira (1º/3) com término às 24 horas de quarta-feira de Cinzas (6) em todo o Brasil. O esquema especial está integrado à Operação Rodovida, que começou em 14 de dezembro de 2018 e se encerrará no dia 10 de março próximo.

Minas, Bahia e Santa Catarina estão na frente

Além da festa tradicional do brasileiro, esse período é reconhecidamente um dos maiores riscos nas nossas rodovias. Em parte, pelo aumento considerável no número de veículos transitando, mas também, e principalmente, pelo imprudência e irresponsabilidade de boa parte de nossos motoristas.

Conforme levantamento estatístico relativo aos acidentes graves no período do carnaval, os Estados da Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina responderam por 29,64% do total de acidentes de natureza grave nos carnavais dos últimos cinco anos e possuem os trechos mais violentos para este período.

A estratégia da PRF é diminuir o fluxo dos veículos de carga e oferecer reforço concentrado no policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade.

Neste feriado, a PRF mobilizará todo seu efetivo para atuar tanto na atividade operacional quanto administrativa em toda a malha viária federal do Brasil, mais de 70 mil quilômetros de estradas.

EM AÇÃO: A PRF está mais atenta ainda aos motoristas com sinais de embriaguez. Se beber, não dirija! Foto: Divulgação

Serão usados 1.533 etilômetros (bafômetros), mais de 600 motociclistas e mais de 2.000 viaturas, além diversos aparelhos de radar portátil e ações de Educação para o Trânsito com foco na conscientização dos riscos do excesso de velocidade e da bebida e volante.

Grupos de Motociclismo nos períodos de maior fluxo de veículos darão apoio às equipes de fiscalização de trânsito e combate ao crime, aumentando a presença e a disponibilidade nas ações com foco na prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito e intensificar o enfrentamento à criminalidade no período da Operação.

Dicas de viagem

O motorista deve se informar sobre as distâncias que vai percorrer, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo.

Além disso, os motoristas não devem deixa de lado a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia.

Assim como verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo.

O condutor deve programar paradas a cada três horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

Cinto de segurança é obrigatório para todos

E, por fim, o respeito às leis de trânsito e à sinalização existente é fundamental para uma viagem segura para todos. Saiba que o uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes do veículo. Se for viajar de ônibus, o uso também é obrigatório.

Motoristas, fiquem atentos às placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Nos trechos em obras, reduzam a velocidade e obedeçam à sinalização local. Em caso de emergência, ligue 191. 

PROTEÇÃO AOS BAIXINHOS: De acordo com o CTB, as crianças devem ser transportadas em cadeirinhas especiais e com o cinto de segurança, devidamente colocado. Foto: Divulgação/Agência Brasil

Viagem com crianças

O art. 83 do Estatuto da Criança e do Adolescente dispõe que: nenhuma criança (pessoa até 12 anos incompletos) poderá viajar para fora da Comarca onde reside, desacompanhada dos pais ou responsável (tutor ou guardião), sem expressa autorização judicial.

Essa autorização não é exigida quando a criança estiver acompanhada de ascendente (avô ou bisavô) ou colateral (irmão ou tio), maior de dezoito anos. O parentesco deve ser comprovado por documentos do parente e da criança.

Tampouco é necessária a autorização judicial quando a criança viajar acompanhada de pessoa maior, expressamente autorizada pelo pai, mãe ou responsável.

Por fim, ao dirigir, seja consciente e respeite as leis de trânsito e seus limites. Boa viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui