TUDO IGUAL:V Resolução 039/20 da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP) determina que rodovias do estado adotem o mesmo equipamento de cobrança automática. Foto: Divulgação

De acordo com a Resolução ARSP Nº 039, publicada nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do Estado, novos equipamentos entram entra operação em 60 dias

Os pedágios do Espírito Santo vão ter a cobrança automática padronizada em todas as rodovias concedidas do estado, a partir de 22 de julho deste ano, conforme Resolução 039/20, publicada no Diário Oficial do Estado, nesta quinta-feira (21).

De acordo com o documento, as normas para a padronização, implementação e operação do Sistema Automático de Arrecadação de Pedágio, nas rodovias estaduais concedidas e reguladas pela Agência de Regulação de Serviços Públicos (ARSP), estão previstas nos contratos de concessão de rodovias, que estabelecem a obrigatoriedade das concessionárias em adotar um sistema automático de pagamento.

Ainda de acordo com a Resolução, a ARSP tem a competência para definir o protocolo e a frequência do sistema a ser implantado, visando garantir a sua interoperabilidade. Diante disso, autorizou a substituição dos equipamentos atuais de frequência de 5,8 GHz existente nos pedágios da Rodosol pela frequência de 915 MHz, que é utilizada pelas demais concessionárias no Brasil.

Segundo a Agência, essa medida irá facilitar a vida dos usuários, pois permitirá a utilização do mesma tag para pagamento da tarifa, incluindo as praças na Terceira Ponte na rodovias sob administração da ECO101, além das demais praças de pedágio de todo o país. O novo sistema permitira que o usuário continue utilizando as tags da Via Expressa.

Novas operadoras

De acordo com a ARSP, o sistema automático de cobranças do pedágio da Rodosol será aberto para todas as empresas de tecnologia interessadas em operar na rodovia sob concessão da empresa no Espírito Santo.

Ainda de acordo com a Agência, atualmente, o serviço é oferecido apenas pela Rodosol por meio do sistema Via Expressa. De acordo com o diretor-geral da ARSP, Munir Abud de Oliveira, após o prazo estabelecido, que é 21 de julho, a concessionária Rodosol terá até 120 dias para instalar os equipamentos de pista e demais sistemas operacionais.

A partir dessa nova frequência o usuário poderá optar por contratar outras Operadoras dos Serviços de Arrecadação (OSAs), permitindo também a diversificação dos serviços ofertados, como por exemplo: pagamento de estacionamento em estabelecimentos comerciais conveniados, dentre outros serviços.

Segurança

Segundo a ARSP, a cobrança automática, em tempos de pandemia do coronavirus, passa a ser um benefício para os usuários, tanto como uma forma de evitar o manuseio de dinheiro como facilita a passagem a passagem pelas cabines evitando, assim, congestionamentos próximos às praças.

Mais informações, clique aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui