MANUTENÇÃO: Concessionária Lamsa iniciou nesta semana serviços de manutenção nos viadutos da Linha Amarela, no RJ. Foto: Divulgação

De acordo com a concessionária, manutenção preventiva nos dutos de captação de água em Manguinhos, Bonsucesso e Maré

A concessionária Lamsa iniciou nesta semana a limpeza do sistema de drenagem nos viadutos que passam sobre a Avenida dos Democráticos, em Bonsucesso, e no de Manguinhos, na Linha Amarela, no Rio, e nas alças de entrada e saída da via expressa na Maré. Além disso, a concessionária fará a manutenção do leito do Rio Faria até o seu encontro com o Faleiros, no Engenho de Dentro.

De acordo com a empresa, as duas ações ajudarão a evitar que se formem bolsões d’água na rodovia e que haja transbordamento de rios nas ruas no entorno da via expressa. Essas medidas integram o calendário permanente de manutenção preventiva da Linha Amarela.

De acordo com o cronograma, a concessionária segue com as obras para manutenção da contenção de encostas, com reforço das cortinas atirantadas — estruturas de concreto construídas para evitar deslocamentos de massa e deslizamentos de terra — no maciço rochoso sobre o Túnel Enzo Totis, em Jacarepaguá.

Já na Maré, as obras de recuperação da Ponte Oswaldo Cruz, que liga a Linha Amarela à Ilha do Fundão, seguem em frente para aumento da capacidade de carga da estrutura, de 24t para 45t. Juntas, essas duas intervenções estão orçadas em cerca de R$ 18 milhões.

Também estão previstos serviços de capina de mato e poda de árvores ao longo da via durante o dia e varrição mecanizada à noite e de madrugada.

Novo ventilador

Dentro do Túnel da Covanca, outro investimento está entregue. A Lamsa instalou um novo jato-ventilador para exaustão dos gases tóxicos emitidos pelos automóveis, jogando-os para fora junto com a fumaça, melhorando a visibilidade e a qualidade do ar dentro dos túneis.

O jato-ventilador faz parte de um conjunto de 41 aparelhos existentes nos túneis da Linha Amarela. Fabricado sob encomenda na Inglaterra, o equipamento foi montado em 20 dias na galeria em direção à Barra da Tijuca, num investimento de R$ 400 mil.

Cuidados com coronavírus

A Lamsa reforçou a higienização de instalações internas e externas da Linha Amarela para prevenir a expansão do coronavírus no Rio. Nas cabines da praça de pedágio, há desinfecção constante e dispensadores de álcool em gel para os motoristas limparem as mãos após o manuseio de dinheiro. Os funcionários, por sua vez, também têm o produto para uso constante e contam com máscaras como mais uma barreira física para a proteção contra o vírus

Para quem precisar sair de casa, a Lamsa recomenda que os veículos circulem de janelas abertas e sejam limpos com água e sabão ou produtos multiuso, afastando os riscos de contaminação pelo coronavírus. As precauções principais devem ser tomadas nos locais de maior contato manual, como volante, cinto de segurança, maçanetas, puxadores das portas, alavanca de câmbio e botões de rádio, ar-condicionado e de acionamento de vidros elétricos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui